Blog

Campanha Segunda Sem Carne

Garfo com pão, alface, queijo e tomate

Você já ouviu falar da campanha “Segunda Sem Sarne”? O movimento convida a repensar a ingestão de proteína animal, conscientizando as pessoas sobre os impactos que o uso de produtos de origem animal para alimentação tem sobre a sociedade, os animais, a saúde e o planeta. Saiba mais sobre a campanha no post abaixo!

Propósito

A campanha convida as pessoas a, pelo menos uma vez por semana, tirar os alimentos de origem animal do prato e a descobrir novos sabores. Lembrando que produtos de origem animal na alimentação incluem carnes vermelhas e brancas, embutidos, ovos, laticínios, mel, gelatina etc.

Adesão mundial

A campanha internacional foi criada, em 2003, nos EUA, buscavando promover iniciativas em prol da saúde. Pouco a pouco, foi ganhando novos adeptos e, hoje, está presente em mais de 44 países, apoiada por diversas pessoas, escolas, hospitais e restaurantes.

Sua visibilidade aumentou em 2009, quando o ex-Beatle, Paul McCartney, lançou a campanha na Inglaterra. Vegetariano há mais de 30 anos e padrinho da campanha, o cantor encontrou na Segunda Sem Carne uma forma de contribuir para um planeta mais sustentável e saudável.

Campanha no Brasil

No Brasil, a campanha foi lançada em 2009, na cidade de São Paulo, em parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA). Também foi implementada a Alimentação Escolar Vegetariana no município, e desde 2011, os alunos da rede pública têm acesso à refeições 100% livres de produtos animais, trazendo grande impacto positivo. A campanha também estendeu-se a várias outras cidades brasileiras posteriormente, como Teresina, Osasco e Niterói, entre outras.

Por que reduzir o consumo?

A campanha promove a conscientização sobre os impactos que o consumo de produtos de origem animal tem sobre:

Os animais

Atualmente, são mortos cerca de 70 bilhões de animais terrestres por ano no mundo, com a finalidade de alimentação. Porém, o reino vegetal é completamente capaz de encher nossos pratos e nos nutrir. Uma alimentação sem ingredientes de origem animal é ética, saudável e sustentável. Assim como nós, os demais animais devem poder viver livres, junto aos membros de sua espécie.

O planeta

Além disso, para produzir carne para a população de mais de 7 bilhões de pessoas na Terra, é preciso criar bilhões de animais que consomem água, comida e recursos energéticos, demandam espaço, produzem grande quantidade de excrementos, contaminam os mananciais, causam erosão e geram poluição atmosférica.

A saúde

Uma alimentação centrada em vegetais ajuda a prevenir doenças crônicas e degenerativas, assim como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, obesidade, diversos tipos de câncer e diabetes.

A sociedade

Por fim, grande parte dos grãos produzidos mundialmente vai para a alimentação de animais. E a maioria destes produtos animais é consumida pelos povos mais ricos. Enquanto isso,  o planeta possui um bilhão de pessoas passando fome, a carne é uma fonte de alimentos extremamente ineficiente. Sua produção demanda recursos escassos como água e terras agricultáveis que poderiam ser usados diretamente para alimentação humana.

Quer incluir mais saúde no seu cotidiano com um cardápio leve e equilibrado, através de produtos naturais e funcionais? O Saladices pode te ajudar nessa! Conheça nosso cardápio completo e garanta uma alimentação saudável e prática em todas as refeições do seu dia-a-dia.