Conservantes e corantes: conheça os riscos para a saúde

De Categoria: Dicas e curiosidades Comentários: Sem comentários Tags: , , , , , ,
Compartilhe:

A maioria dos alimentos industrializados possui uma grande quantidade aditivos químicos que preservam o seu sabor por mais tempo. Mas é preciso estar atento aos tipos de corantes e conservantes ingeridos porque alguns deles podem ser altamente prejudiciais à saúde. Saiba os cuidados que devem ser tomados com essas substâncias no post abaixo.

Para que os corantes e conservantes são usados?

Os tipos mais comuns de aditivos químicos são os corantes, aromatizantes, conservantes, antioxidantes, estabilizantes e acidulantes. São muito utilizados nos alimentos industrializados para aumentar sua validade, ajudando a controlar o crescimento das bactérias e fungos, impedindo a criação de bolor, mau odor e, dessa forma, conservando os alimentos por um tempo maior. Além disso, realçam a cor e o sabor aos alimentos que perdem muito de suas características originais durante o processamento industrial.

Quais são os prejuízos para a saúde?

Quando consumidos em excesso, esses aditivos podem causar alergias, doenças cardiovasculares, além de doenças no intestino, problemas gástricos e até doenças mais graves como câncer.

Os alimentos semiprontos, por exemplo, costumam ser ricos em gordura saturada, que eleva os níveis de colesterol ruim e as chances de desenvolver doenças cardiovasculares. Além disso, ainda são alimentos ricos em sódio que, em excesso, causa o aumento da pressão arterial.

Regulamentação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é responsável por especificar a quantidade limite de corantes e conservantes em cada alimento. Entretanto, não é obrigatório constar no rótulo a quantidade das substâncias presentes nos alimentos. A dica é sempre ler o rótulo, ver quais conservantes o produto possui e evitar consumi-los diariamente.

Confira alguns efeitos colaterais:

  • Antioxidantes (ácido benzóico, nitratos, nitrito): podem alergia, distúrbios gastrointestinais, dermatite, aumento de mutações genéticas, hipersensibilidade, câncer gástrico e do esôfago.
  •  Corantes: alguns tipos permitidos no Brasil (Allura, por exemplo) foram proibidos em outros países porque podem causar reações alérgicas, convulsões e câncer.
  • Espessantes: podem provocar irritação da mucosa intestinal e ação laxante.
  • Estabilizantes: cálculos renais e distúrbios gastrointestinais.
  • Umectantes: distúrbios gastrointestinais e da circulação pulmonar.
  • Acidulantes: (ácido acético): quando usados demasiadamente, podem provocar cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos.
  • Flavorizantes: câncer e alergias.

Como reduzir a ingestão de corantes e conservantes?

Você não precisa cortar totalmente os alimentos industrializados das suas refeições. Porém, é importante é manter uma alimentação equilibrada e sempre que possível, dar preferência aos alimentos naturais.

 

Quer incluir mais saúde no seu cotidiano com um cardápio leve e equilibrado, através de produtos naturais e funcionais? O Saladices pode te ajudar nessa! Conheça nosso cardápio completo e garanta uma alimentação saudável e prática em todas as refeições do seu dia-a-dia.

Compartilhe:

Deixe uma resposta